O que é necessário para se cadastrar no Programa

Ser Mãe Coruja

Municípios atendidos pelo Mãe Coruja

Cantos Mãe Coruja

Notícias do Blog

Mãe Coruja realiza Cultura no Canto em Amaraji

 

 

O Programa Mãe Coruja Pernambucana, em parceria com a Prefeitura do município de Amaraji, no agreste, realizou, nesta terça-feira (10), pela manhã, mais uma edição do projeto “Cultura no Canto”. A ação, que ocorreu em salas na Casa da Juventude ofereceu atividades às crianças com idades de zero a cinco anos.

 

Voltada para os bebês e mães presentes, a oficina de contação de histórias, ministrada pela professora do município Luiza Maria da Silva, sensibilizou as mulheres em torno da importância de ter um contato mais próximo dos filhos, desde cedo. Na ocasião, foi interpretada a história do livro “Menina Bonita do Laço de Fita”, de Ana Maria Machado. A história, que permite abordar o tema da diversidade racial, conta a historia de um coelhinho branco que faz de tudo para ficar preto como a menina do laço de fita que ele acha linda. Depois de várias tentativas e frustrações do coelho, a mãe da menina explica que ele não conseguirá mudar sua cor. Porém, o coelho conhece uma coelha bem pretinha, por quem ele se apaixona. Eles têm vários filhotinhos, inclusive uma coelhinha pretinha. Para a mãe coruja Simone da Silva, a experiência  na oficina a ajudou a enxergar a importância dos momentos lúdicos no desenvolvimento das crianças. “Eu gosto de cantar, de ninar. Agora eu vou ter paciência de contar historinhas”, disse.

 

Ainda houve um sessão de cinema para os pequeninos, com a exibição do curta “O Mundo Bita”. Na animação, de 16 minutos, Bita, ao viajar pelo universo, é surpreendido pela falta do combustível que move o seu foguete: imaginação. A nave acaba caindo no planeta Terra, onde ele conhece as crianças Lila, Tito e Dan. Juntos, eles embarcam em aventuras incríveis para encher o tanque do foguete do Bita.

Para a profissional do Canto Mãe Coruja de Amaraji, Raquiele Bibiano, as atrações e o formato da ação, que incluiu também oficinas de pintura e confecção de instrumentos musicais, surtiram o efeito desejado, sobretudo com a faixa etária de zero a cinco anos. “As mulheres e as crianças gostaram muito. Espero que as mães, a partir de agora, construam um entendimento sobre a importância de estimular o desenvolvimento dos seus filhos a partir das brincadeiras”, avaliou. Ao todo, o evento reuniu cerca de 60 pessoas, e contou com o apoio das secretarias municipais e da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult).

 

 

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Unable to communicate with Instagram.
© 2015 - 2019 Mãe Coruja Pernambucana
Mãe Coruja
Governo do Estado do Pernambuco