O que é necessário para se cadastrar no Programa

Ser Mãe Coruja

Municípios atendidos pelo Mãe Coruja

Cantos Mãe Coruja

Notícias do Blog

Em Saloá, dona de casa enfrenta pandemia com aprendizagem

Com as mudanças provocadas pela pandemia do novo coronavírus, resultando no distanciamento social, há quem tenha aproveitado para aprender novos conhecimentos ou mesmo se reinventar diante da crise. Foi o caso de Rafaela Marçal, dona de casa do município de Saloá, no agreste, e cadastrada no Programa Mãe Coruja desde a implementação do programa na região, em 2010. Mãe de Antônio César, de 9 anos e Maria Eunízia, de 2 anos, ela sempre foi muito participativa e interessada em todos os cursos de qualificação oferecidos pelo Canto Mãe Coruja.

 

Durante as aulas no Círculo de Educação e Cultura (2019)

 

 

No programa, ainda em 2019, ela participou dos cursos de saboaria artesanal e produtos de limpeza, oferecidos através do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). Logo após, começou a fazer sabão e produtos de limpeza para vender e assim complementar a renda da casa. Veio a pandemia e, como Rafaela não é de ficar parada, investiu na atividade de cultivo e comercialização de plantas, das mais variadas espécies, vendendo-as por encomenda ou mesmo a pronta entrega, realizando também montagens de jardins em residências.

 

 

Na companhia dos filhos

 

 

Ultimamente ela tem se especializado em jardins suspensos e durante esta pandemia, tem tomado todos os cuidados para realizar a entrega de suas encomendas e assim manter-se com a mente ocupada, afastando os males que este período de isolamento tem trazido para muitas pessoas.

 

 

Produtos de limpeza feitos artesanalmente

 

 

Além de tudo isso, atualmente Rafaela está fazendo um curso on-line e gratuito de velas aromáticas, para agregar em seu portfólio de atividades. “Eu não paro de procurar coisa pra aprender”, disse. Para ela, o Mãe Coruja contribuiu para esse comportamento, já que foi aluna do Círculo de Educação e Cultura (CEC) e que, nos encontros, sentiu que teve sua autoestima renovada. Disse nunca esquecer de uma frase que foi dita numa das aulas que compareceu: “O lugar da mulher é onde ela quiser.”

 

 

 

Rafaela é só um exemplo destas mulheres guerreiras que existem no Programa, dedicadas às famílias e a tudo que se determina a aprender, servindo como inspiração para muitas outras mulheres.

Autoras:

Poliana Melo e Wdlândia Karolin

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram has returned invalid data.
© 2015 - 2020 Mãe Coruja Pernambucana
Mãe Coruja
Governo do Estado do Pernambuco