O que é necessário para se cadastrar no Programa

Ser Mãe Coruja

Municípios atendidos pelo Mãe Coruja

Cantos Mãe Coruja

Cuidados Básicos

Por que é importante que a gestante realize as consultas de pré-natal?

As consultas de pré-natal servem para prevenir, orientar, esclarecer e diagnosticar qualquer alteração da saúde da gestante e/ou do bebê.

Quais os principais exames solicitados à gestante no pré-natal?

Costumeiramente, são solicitados exames como hemograma (exame de sangue), glicemia de jejum, tipo sanguíneo e fator RH. Toda a gestante que apresentar pele com vermelhidão deve realizar exames (sorologias) para doenças como toxoplasmose, rubéola, Dengue, Zika, Chikungunya, Citomegalovírus e Parvovírus. Tipicamente, também se fazem exames para detectar a presença da sífilis, AIDS, hepatites B e C. São requisitadas também a urocultura e antibiograma, exame de fezes, prevenção do câncer do colo uterino (Papanicolau) e ultrassonografia obstétrica.

Muitos destes exames serão repetidos no decorrer do pré-natal, assim como a ultrassonografia, que será realizada conforme a idade gestacional. Cada gravidez, entretanto, é uma situação única, o que pode determinar a realização de exames especiais ou de outros testes não listados acima.  Esteja atenta à vacina contra o tétano, aos exames para sífilis e a tudo mais que o pré-natal lhe oferece.

Com que frequência devo realizar os exames de pré-natal?

Assim como grande parte dos especialistas, o Mãe Coruja recomenda que o pré-natal seja iniciado o quanto antes, e que gestante visite o médico pelo menos sete vezes antes do parto. Em caso de não haverem complicações, a partir do terceiro e até o sétimo mês, a frequência pode ser mensal. Do oitavo ao nono mês, quinzenal e semanal.

Por que é importante amamentar?

O leite materno é o melhor alimento para o bebê, satisfazendo as necessidades nutricionais e emocionais até os 6 meses de idade, além de contribuir para a saúde física e emocional da criança até o segundo ano de vida.

A medicina já comprovou que o leite materno é a principal fonte para um desenvolvimento saudável dos recém-nascidos. Especialistas recomendam a amamentação exclusiva até os seis meses, ou seja, nem água é preciso dar à criança.

Quais as vantagens da amamentação?

Amamentar protege o bebê contra infecções, desenvolvimento de alergias futuras, e reduz a incidência de doenças na vida adulta, como diabetes e hipertensão.

Para a mãe, amamentar reduz a incidência de câncer de mama e ovário, permitindo que o útero volte ao tamanho normal mais rapidamente e ajudando a emagrecer.

Como colocar o bebê no peito?

O corpo do bebê deve estar totalmente virado para a mãe e a cabeça dele deve estar apoiada na curva do cotovelo (canto do braço). O queixo do bebê deve estar encostado no peito da mãe e os lábios, virados para fora.

É importante que o bebê, ao encostar ao seio, abra bem a boca e pegue toda (ou quase toda) a área escura do peito (auréola). Preste atenção para que o bebê, além de ficar com a boca bem aberta, apresente o lábio inferior invertido e o queixo tocando o seio.

O corpo da mãe não pode ficar nem curvado para a frente, nem para trás, de forma que se possa ver a criança engolindo de forma lenta e profunda.

Amamentar muda o formato dos seios?

Não. O aleitamento materno não é responsável por alterar a aparência das mamas. A mudança nos seios é provocada pela gestação.

O tamanho da mama influencia na produção de leite materno?

O tamanho e a forma das mamas não importam. Mamas pequenas ou grandes produzem leite com quantidade e qualidade satisfatórias.

Como faço para armazenar o excesso de leite?

Para fazer a retirada do alimento, a indicação é que a mãe use um lenço para proteger a boca e a cabeça, além de higienizar as mãos antes de iniciar o processo. O leite deve ser armazenado em potes de vidro com tampa de plástico, como os de maionese ou café. Os potes devem ser levados ao fogo e mantidos em fervura por cinco minutos. O papel que vem na parte interna da tampa também precisa ser retirado. Depois de realizado todo o procedimento, o pote deve ser armazenado no freezer, para durabilidade durante 15 dias.

Qual a importância da vacinação?

Leve o seu filho ao posto de vacinação. Doenças como hepatite B, meningite tuberculosa, poliomielite, difteria, coqueluche, tétano, meningite por haemophilus, diarreia por rotavírus, sarampo, caxumba (papeira) e rubéola, podem ser evitadas por meio de vacinas. Cada dose de vacina administrada é anotada no Cartão de Vacina da Criança. Guarde-o em local seguro e leve-o consigo, todas as vezes em que a criança comparecer ao serviço de saúde para qualquer tipo de atendimento.

Qual a importância do teste do Pezinho?

O teste permite a descoberta e o tratamento a tempo de evitar as deficiências físicas e mentais causadas pelo hipotireoidismo congênito, pela fenilcetonúria e anemia falciforme. É gratuito e deve ser feito do quinto ao sétimo dia de vida do bebê. É um direito da criança.

Instagram has returned invalid data.
© 2015 - 2018 Mãe Coruja Pernambucana
Mãe Coruja
Governo do Estado do Pernambuco