O que é necessário para se cadastrar no Programa

Ser Mãe Coruja

Municípios atendidos pelo Mãe Coruja

Cantos Mãe Coruja

Notícias do Blog

Canto Mãe Coruja e Secretaria de Saúde de Palmeirina realizam I oficina Amamenta e Alimenta

No dia 28 de Agosto, o Canto Mãe Coruja de Palmeirina em parceria com a Secretaria de Saúde, realizou a I Oficina Amamenta e alimenta Mãe Coruja. Estavam presentes o Secretário de Saúde, coordenadora da atenção básica, enfermeiras, agentes comunitários de saúde, equipe do criança e gestantes.

 

 

 

 

Participaram como agentes multiplicadores as técnicas do Canto, a coordenadora da atenção básica e a nutricionista do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). No momento, foi realizada uma apresentação em slide e uso de materiais lúdicos confeccionados pelo canto, com intuito de explicar a importância da amamentação exclusiva até os 06 meses de idade e posteriormente a introdução alimentar. Através dos matérias lúdicos podemos instigar o aprendizado do publico alvo, onde eles expuseram os benefícios da amamentação, os mitos e verdades.

 

 

 

 

Através de mamas lúdicas, foi demonstrada a pega e sucção corretas durante a amamentação, como forma de prevenir problemas comuns como fissuras nas mamas, ingurgitamento mamário e mastite.  Mencionamos que é contraindicado realizar amamentação cruzada, pois pode transmitir doenças infecto-contagiosas para o bebê. Também enfatizamos como realizar a ordenha e o armazenamento correto do leito materno, para aquelas mães que precisam se ausentar algumas horas ou retornaram ao trabalho, mas querem continuar a amamentar.

 

 

 

 

A nutricionista Tayane Sales, reforçou a alimentação saudável e informou como quando e como começar a introdução alimentar, devendo ser de maneira lenta e gradual, com alimentos ricos em nutrientes, e os horários das refeições para intercalar com amamentação. Esclarecendo que não é recomendado bater alimentos no liquidificador, sendo necessário somente amassar o alimento com o garfo e gradualmente oferecer em pedaço, para que a criança possa pegar e sentir as texturas do alimento. Para uma boa educação alimentar, não deve oferecer comidas, como frituras, condimentadas, enlatadas, salgadas e açucares. Pois esta fase é vital para o desenvolvimento do paladar e o inicio de hábito alimentar saudável.

 

 

 

 

Ao termino da Oficina foi realizada dinâmicas com o grupo para que pudessem expor os seus conhecimentos adquiridos, logo em seguida foi servido lanche saudável, com frutas, sanduiche natural e bolo de cenoura. A Secretaria de Saúde realizou sorteios com brindes para as gestantes que participaram do evento.

 

 

 

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram has returned invalid data.
© 2015 - 2019 Mãe Coruja Pernambucana
Mãe Coruja
Governo do Estado do Pernambuco